sábado, 27 de Outubro de 2012

DIETA PARA ELEVAR O HDL-COLESTEROL

O HDL-Colesterol é uma parte do colesterol total que tem uma funçăo protetora para as artérias do coraçăo. Vários estudos mostraram que quanto maior o nível do HDL-Colesterol menor a chance da ocorrencia do infarto. Assim, o HDL-Colesterol é chamado de "bom colesterol" e deve permanecer elevado, sendo perigoso quando está abaixo de certos níveis.
Os alimentos e a prática de esportes săo muito úteis em aumentar os ní­veis de HDL-Colesterol. Mesmo quando năo conseguem normalizar totalmente o nível do HDL-Colesterol eles ajudam a diminuir a sua diferença para o valor normal, o que já tem um efeito protetor, e também ajudam a fazer com que esta deficiencia năo tenha efeitos tăo nocivos para o nosso organismo.

. Os peixes como o salmăo, a cavalinha, o arenque, o atum e as sardinhas săo ricos em ácidos graxos poliinsaturados do tipo omega 3 que aumentam o HDL-Colesterol.

. A linhaça pode ser adicionada a dieta na forma de sementes moídas ou de óleo tendo como benefício aumentar o HDL-Colesterol.

. O azeite de oliva e o óleo de canola săo ricos em gorduras monoinsaturadas. Assim, é bom para elevar o HDL colesterol.

. As nozes, as castanhas, os amendoins e as amendoas săo ricos em gorduras monoinsaturadas que elevam o HDL-Colesterol de maneira semelhante ao azeite de oliva. Assim, eles podem ser ingeridos, mas cuidado para năo engordar porque săo alimentos muito calóricos.

. O abacate também é rico em gorduras monoinsaturadas e, portanto, recomendável para elevar o HDL-Colesterol. Porém, da mesma forma que as nozes, devemos ter cuidado com a quantidade ingerida.

. Os óleos de milho, soja e girassol devem ser consumidos em substituiçăo as gorduras saturadas, porém, quando em grande quantidade baixam o HDL colesterol além de ter uma maior oxidaçăo lipí­dica. Por isso, devem ser ingeridos com moderaçăo, pois há efeitos benéficos e maléficos na sua ingestăo.

. Procure fazer exercícios aeróbicos com frequencia como correr, nadar, dançar, andar a pé, em esteiras ou bicicletas. A prática regular de esportes ajuda a elevar o HDL. Se năo puder ir a academia ande sem interrupçăo por pelo menos 40 minutos, pelo menos 4 vezes por semana. Mas tente adquirir o hábito de fazer exercícios diariamente, alternando suas várias formas para năo tornar este hábito monótono.

. Parar de fumar ajuda a elevar o HDL-Colesterol. Além disso, o tabagismo potencializa muito os efeitos nocivos do LDL-Colesterol sobre as artérias. Assim, as alteraçőes das gorduras sanguíneas săo mais um forte argumento para parar de fumar.

. O bom controle do diabetes, pois na presença de diabetes os baixos ní­veis de HDL-Colesterol tornam-se mais perigosos.


http://www.abreucardiologia.com.br/dietas.php#link_508c15d1b65b5


Existem três tipos de colesterol o HDL, o LDL e o VLDL. Sendo os principais o HDL e o LDL, conhecidos popularmente como colesterol bom e colesterol ruim. O colesterol bom (HDL) é uma lipoproteína de alta densidade que ajuda a remover as gorduras dos vasos sanguíneos arteriais, deixando as paredes desses vasos bem limpas e flexíveis, ou seja, é um composto que “calibra” naturalmente as células beneficiando as trocas entre elas. Ele ainda ajuda na produção da bílis e dos hormônios sexuais. Por sua vez, o colesterol ruim (LDL) é uma lipoproteína de baixa densidade que deposita gordura nos vasos sanguíneos arteriais, deixando as paredes desses vasos estreitas e endurecidas.

Mesmo não tendo uma receita milagrosa para controlar o colesterol alto (LDL), um tratamento eficaz para diminuir as concentrações de gorduras no organismo é a dieta pobre em gorduras – evitando alimentos como frituras, ovos, queijos amarelos, carne vermelha, dando preferência a uma dieta à base de verduras, saladas e carnes brancas (principalmente frango sem pele e peixes), pois manter uma boa alimentação juntamente com hábitos saudáveis, beneficiam a redução do colesterol “ruim” (LDL) e o aumento do “bom” colesterol (HDL). 



Alimentos bons para a sua saúde:


Aprenda a comprar os alimentos certos para baixar o colesterol ruim e aumentar o bom com dicas em um supermercado 

Vários estudos comprovam a eficácia do fruto do abacateiro no combate ao mau colesterol. Foto:Divulgação

Abacate:

 
Abacate também beneficia o combate ao colesterol alto, pois é rico em gordura monoinsaturada, que auxilia nas taxas do HDL, o colesterol “bom”.

Alho e Cebola:


Importantes para o combate do colesterol alto, pois o alho possui compostos sulfurados, que reduzem a pressão arterial e as taxas de LDL e também impedem que o colesterol grude nas paredes das artérias. Já a cebola diminui a obstrução dos vasos sanguíneos e a formação de placas de gorduras. 

Aveia:


É um alimento rico em fibras solúveis, as quais impedem o colesterol ruim de chegar a corrente sanguínea.

COLESTEROL: COMPONENTES NO AZEITE AJUDAM A COMBATER A DOENÇA. Foto:Divulgação

Azeite de Oliva:

 
Na preparação dos alimentos é possível mudar o óleo de soja pelo o azeite de oliva, pois este tem doses boas de ácidos graxos monoinsaturados, que não aumentam as taxas de LDL e ainda ajuda a aumentar consideravelmente os níveis de HDL. Ainda, segundo Jorge Mancini, diretor da Faculdade de Ciência Farmacêutica da Universidade de São Paulo, o azeite possui os compostos fenólicos que evitam a oxidação do colesterol, um fato que propicia a formação das placas de gordura. 


Feijão:

 
Possui fibras solúveis que auxiliam na remoção do colesterol ruim do corpo.

Comer frutas e verduras é essencial para combater o colesterol ruim. Foto:Divulgação

Frutas Cítricas:


Laranja, morango, goiaba e kiwi possuem a vitamina “C”, fundamental para o coração. Essa vitamina reforça as paredes das artérias e combate a formação das placas de gorduras. Sucos podem ajudar numa nutrição balanceada.

Leite desnatado:

 
E que tal trocar o leite integral pelo desnatado? O leite desnatado vai garantir mais cálcio, e menos gordura ao nosso organismo, pois o integral possui mais ácidos graxos saturados, que, em excesso, aumentam os níveis de LDL. 

Linhaça:

 
Por conter grande quantidade de ômega 3, auxilia no combate ao colesterol ruim (LDL) e no aumento do colesterol bom (HDL).

As castanhas devem fazer parte do dia-a-dia. Foto:Divulgação

Oleaginosas: 


Esses tipos de alimentos contém gorduras monoinsaturadas, responsáveis por manter o bom funcionamento das artérias e, evitando assim,doenças cardiovascularesNozescastanhas eamêndoas são alguns exemplos.

Pão Integral:


No café-da-manhã, quase ninguém resiste a um pão francês quentinho, não é? Porém, trocar este pão pela versão integral pode beneficiar a diminuir o seu colesterol. A massa do pão integral traz uma grande dose de fibras, substâncias importantes, pois provocam a proliferação das bactérias no intestino, favorecendo o bom funcionamento do mesmo. Algumas dessas bactérias, se bem nutridas, fabricam uma substância chamada propionato, que auxilia nos níveis de gorduras na circulação. 

Suco de Uva:

 
E no momento da sede, prefira o suco de uva (com casca) natural, pois é nele que o coração encontra um parceiro, o resveratrol. Essa substância ajuda na redução do colesterol e ainda tem função oxidante. O resveratrol não é exclusivo do vinho, pois o suco de uva natural também o disponibiliza para o organismo. 

Suco de uva ajuda no combate ao colesterol alto.. Foto:Divulgação
Suco de uva ajuda no combate ao colesterol alto.
Consumo diário de tomate ajuda a diminuir colesterol, triglicéridos e ácido úrico. Foto:Divulgação
Consumo diário de tomate ajuda a diminuir colesterol, triglicéridos e ácido úrico. 


Tomate:

 
Além das fibras, o tomate, é capaz de livrar as artérias do LDL ( colesterol ruim), pois ele cheio delicopeno (encontrada também na melancia e goiaba) pigmento vermelho que tem propriedades antioxidantes.


http://www.portaisdamoda.com.br/noticiaInt~id~19261~n~alimentos+que+combatem+o+colesterol+alto.htm


Colesterol Ruim o LDL conheça os alimentos que ajudam na diminuição e também contribuem no aumento do colesterol bom o HDL.
Conheça os alimentos ajudam a proteger nossas artérias, contribuindo para redução do colesterol, reduzindo o risco de arteriosclerose, inflamações e acabar com os radicais livres.
Os alimentos ajudam também a reduzir as chances de desenvolver a síndrome metabólica, manter estável e baixo o nível de açucar no sangue e manter nosso coração em um ritmo saudável.

Função da Aveia em nosso organismo

O alimento a Aveia cujo nome é betaglucana é uma fibra solúvel que está presente nos cereais, tem a função de agir como uma esponja, fazendo com que os ácidos biliares ricos em colesterol ruim seja eliminado.
Contribuir em diminuir os níveis baixos LDL (Lipoproteina de Baixa Densidade) conhecido como colesterol ruim para ser absorvido pela corrente sanguínea.
Consumir uma tigela grande de aveia por dia ou seja 225g reduz o colesterol ruim entre 2% ou 3%, conforme estudo que foi publicado no Journal os the American Medical Association, a fonte é do Guia de Saúde e Longevidade – Reader’s Digest.
Aveia age como uma esponja fazendo os ácidos biliares ricos em colesterol ruim seja eliminado

Função do Salmão que é rico em ômega 3

O Salmão é um tipo de peixe ricos em ômega 3, uma porção contém de 1,8 gramas de ácido eisosapentaenoico (EPA) e de ácido docosa-hexaenoico (DHA), os ácidos graxos contribuem na diminuição do risco de arritmias cardiácas fatais e reduz o colesterol, a arteriosclerose, a inflamação e também a formação de coágulos.
O peixe Salmão é rico em ômega 3 reduzindo o colesterol ruim, diminuindo risco de arritmia cardiácas e arteriosclerose


Função das amêndoas torradas com a casca

As amêndoas torradas com a casca que contém 9 gramas de gordura monoisaturada, ajuda a a aumentar o colesterol bom e reduzir o ruim.
Ao comer amêndoas no lugar de batata fritas para dois lanches por dia contribuem na redução do colesterol ruim em quase 10%.
Na polpa da amêndoa contém a vitamina E, os flavonoides estão na casa que tem a função de parar o crescimento da placa que entope as artérias, mas muito cuidado o consumo em excesso ajuda a acumular calorias.
As amêndoas torradas com casca ajudam eleval o HDL coleterol bom e diminuir o LDL o ruim


Função do abacate em nosso organismo

Comer um abacate por dia reduz o colesterol em cerca de 17%, o LDL colesterol ruim e triglicerídeos nocivos diminuiram, já a taxa do colesterol bom o HDL foi elevado, tudo devido ao alto nível da gordura monoinsaturada ( a gordura boa) do abacate, muito rico em betassitosterol fazendo reduz o colesterol.
O abacate reduz o colesterol ruim o LDL e eleva o HDL o bom

Função do tomate em nosso organismo

Os tomates frescos, secos ou molhos se ingerimos sete ou mais porções na semana ajudam a reduzir em 30% o risco de doenças cardiovasculares, conforme estudo realizado com mais de 35 mil mulheres, a pesquisa é da Universidade de Oulu na Finlândia.
Uma porção de 30 gramas de ketchup e 400 ml de suco de tomate por dia ajudam a diminuir 13% o nível do colesterol LDL (ruim) em três semanas de estudo.
Estranho ketchupe ajuda a reduzir o colesterol? Como o tomate ser um antixiodante licopeno, contém níveis altíssimo de vitamina C, fibra e potássio encontradas no tomate.
Cozinhar o tomate por 30 minutos ou mais ajuda a aumentar o licopeno, com 15 gramas de tomates secos têm mais potássio que uma banana média, fazendo a pressão arterial baixar.
A fruta tomate contém licopeno que conbate o colesterol ruim e é rico em vitamina c um antioxidante natural


Read more: http://www.pcsaudavel.com/saude/alimentos-que-reduzem-o-colesterol-ruim-o-ldl-e-aumentam-o-hdl-o-bom/#ixzz2AWUEnIp4


http://www.pcsaudavel.com/saude/alimentos-que-reduzem-o-colesterol-ruim-o-ldl-e-aumentam-o-hdl-o-bom/#axzz2AWTjoe2V

Sem comentários:

Enviar um comentário