sábado, 23 de fevereiro de 2013

Quiche Folhada de Cogumelos com Espinafres


  • 1 rolo de massa folhada ou massa quebrada
  • 4 ovos
  • 2 iogurtes naturais ou 200ml de natas
  • 100g de cogumelos frescos
  • 1/2 molho de espinafres frescos
  • 2 dentes de alho
  • 1 colher de sopa de azeite
  • sal, pimenta e noz-moscada a gosto
  1. Arranje as folhas de espinafres rejeitando os caules mais grossos e corte os cogumelos em fatias.
  2. Aqueça um fio de azeite numa frigideira anti-aderente e salteie aí os dentes de alho sem deixar queimar.
  3. Junte os espinafres e deixe murchar.
  4. Acrescente os cogumelos e deixe cozinhar mais alguns minutos. Tempere a gosto com sal e pimenta e deixe arrefecer um pouco.
  5. Estenda o rolo de massa folhada e forre com ele uma tarteira (aproveite a folha de papel vegetal em que vem embrulhado) para evitar untar a forma. Pique o fundo com um garfo. 
  6. Espalhe os legumes salteados na tarteira.
  7. Bata os ovos com os iogurtes ou as natas, tempere com noz-moscada e retifique o sal e a pimenta.
  8. Regue os legumes com esta mistura e leve ao forno, pré-aquecido a 200º, por 20m, ou até a superfície ter começado a dourar.

Tarte de Chocolate e Bolacha


                         http://www.1001receitasfaceis.com/sobremesas-e-doces/tarte-de-chocolate-e-bolacha-2/
Ingredientes:
  1. 300g de bolachas tipo maria moídas
  2. 175g de manteiga derretida
  3. 200g de chocolate em tablete
  4. 2 dl de natas
  5. 200g de açúcar
  6. 3 ovos
  7. 200g de queijo-creme

Preparação:
  1. Ligar o forno a 180º C. Envolver as bolachas trituradas com a manteiga derretida e amassar bem.
  2. Colocar numa tarteira e espalhar bem,de maneira a forrar o fundo e as paredes da mesma.Reserve.
  3. Partir o chocolate em pedaços e derreter em banho-maria juntamente com as natas e o açúcar.
  4. Retirar do lume e mexer bem.
  5. Juntar os ovos um a um, mexer novamente e acrescentar o queijo-creme.
  6. Colocar na forma previamnete forrada com a bolacha e levar a meio do forno por 40 minutos.
  7. Retirar do forno e deixar arrefecer.Desenformar para um prato e servir.
[in saborintenso.com]

Bolo de fécula de batata



http://alquimiadostachos.blogspot.pt/2011/02/bolo-de-dois-amores-fecula-de-batata.html
Ingredientes:
  • 8 ovos
  • 250 g de açúcar
  • 160 g de fécula de batata
Creme pasteleiro
  • 400 ml de natas
  • 600 ml de leite
  • 6 gemas
  • 200 g de açúcar
  • 80 g de amido de milho (maizena)
  • Casca de limão
  • 125 g de coco ralado
Preparação:
Bolo de fécula
Pré-aquecer o forno a 180º C.
Untar com manteiga e forrar com papel vegetal duas formas com cerca de 22 cm de diâmetro.
Bater as gemas com o açúcar durante cerca de 15 minutos, ou até que tenham triplicado de volume e estejam esbranquiçadas.
Bater as claras em castelo.
Misturar um 1/3 das claras nas gemas, batendo até que esteja homogéneo.
Misturar as claras restantes, com cuidado, usando uma espátula.
Peneirar a fécula sobre a massa, aos poucos, misturando suavemente.
Dividir a massa pelas duas formas e cozer durante cerca de 15-20 minutos ou até que um palito inserido no centro do bolo saia seco.
Retirar do forno e deixar arrefecer completamente sobre uma grade de pastelaria antes de desenformar.

Creme pasteleiro
Misturar o açúcar com o amido de milho, um pouco de leite e as gemas.
Misturar o restante leite com a nata e a casca de limão, num tacho, e levar ao lume até ferver.
Verter sobre a primeira mistura, mexendo bem e levar de novo ao lume, mexendo regularmente até ferver e engrossar.
Retirar do lume, colocar o creme numa taça e tapar com película aderente, colocando a película “colada” ao creme para evitar que se forme uma crosta à superfície. Refrigerar até arrefecer*.

Antes de usar o creme, bater novamente.
Colocar uma metade de bolo num prato, espalhar por cima uma porção de creme e colocar a outra metade por cima.
Cobrir completamente o bolo com o creme e cobrir com coco ralado.

*para que o creme arrefeça mais depressa, pode colocar-se numa taça dentro de um banho-maria de água com gelo e bater até arrefecer completamente.


Fonte: Flagrante Delícia

Frango de Fricassé


http://7gramas-de-ternura.blogspot.pt/2012/02/frango-de-fricasse.html

Mais uma receita de Frango. Rápida e muito saborosa, é do agrado de todos cá em casa.
É esta a receita:


Ingredientes:

1 frango
1 cebola
3 dentes de alho
azeite,sal e pimenta q.b.
oregãos secos
2 dl de vinho branco
1 c. sopa de maizena
2 gemas
1 limão
salsa picada q.b.


Preparação:

Parta o frango em pedaços e tempere de sal e pimenta. Leve ao lume um tacho com o azeite e core aí o frango. Junte a cebola e os alhos picados e deixe refogar. Junte os oregãos, regue com o vinho branco e um pouquinho de água e deixe cozer lentamente cerca de 20 minutos.
Dissolva a maizena em água e incorpore no molho do frango mexendo sempre até engrossar. Rectifique os temperos e deixe cozer mais 5 minutos. Retire o frango para o recipiente onde o vai servir e mantenha quente. Bata muito bem as gemas com o sumo do limão e adicione-lhes a salsa picada. Junte as gemas ao molho de cozinhar o frango e deixe cozer até obter um molho cremoso. Verta sobre o frango e sirva acompanhado de arroz branco.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Delicia de Ananás


Delicia de Ananas

Delicia de Ananas

INGREDIENTES :

* 2 
* 4 Folhas de 
* 1 Lata de  Condensado
* 1 Pacote de  Maria
* 1 Lata de  em Calda
Triture as bolachas.Demolhe as folhas de gelatina em água fria por ± 4 minutos.
Abra a lata do ananás,reserve 200 ml da calda e corte as fatias do ananás em pedaços ( reserve 1 ou 2 rodelas para enfeitar).
Escorra as folhas de gelatina e derreta-as com um pouco da calda de ananás ( ± 2 a 3 colheres de sopa).Deixe arrefecer um pouco.
Numa taça,coloque o leite condensado e misture as .Mexa.
Junte a gelatina derretida á restante calda e adicione ao leite condensado,mexendo bem.
Bata as  em castelo,e envolva-as com cuidado ao preparado anterior.
Num pirex em que vai servir,coloque no fundo ,metade da bolacha ralada.
Por cima da bolacha,coloque com cuidado metade do preparado de leite condensado e por cima espalhe os pedaços de ananás.Espalhe o restante creme de leite condensado e termine ,colocando a restante bolacha ralada.
Leve ao frio para prender,de preferência de um dia para o outro.
Decore a seu gosto.
Sirva bem fresco.
Se desejar servir como ,coloque um aro no prato onde vai servir e á volta do aro,ponha folha de aluminio(como vê na foto) para o caso de sair algum liquido do preparado.

Mousse de Oreo


http://www.1001receitasfaceis.com/sobremesas-e-doces/mousse-de-oreo/

Ingredientes:
  1. 16 bolachas oreo partidas
  2. 4 pacotes de natas frescas
  3. 1 lata de leite condensado

Preparação:
  1. Deite as natas num recipiente e bata por 5 minutos na batedeira.
  2. Acrescente o leite condensado e as bolachas partidas e bata durante 15 minutos.
  3. Coloque em taças individuais ou apenas, numa maior e leve ao frigorifico.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Bolo Perfeito de Chocolate



3 chávenas de farinha
2 chávenas de açúcar
1 chávena de cacau em pó
1 colher (chá) de fermento
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de sal fino
3 ovos
1 chávena de óleo vegetal
2 chávenas de água a ferver

Cobertura:
200 ml natas
100 gr chocolate preto


Preparação

Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha uma forma de chaminé.
Numa taça juntar os ingredientes sólidos (farinha, açúcar, cacau, fermento, bicarbonato e sal) misturando bem.
Adicionar os ovos e o óleo envolvendo nos ingredientes anteriores. Por fim juntar a água a ferver e bater muito bem com a batedeira até obter uma massa homogénea.
Verter a massa na forma e levar ao forno até cozer (teste do palito).
Preparar a calda levando ao lume as natas com o chocolate em pedaços. Quando borbulhar está pronto.
Regar o bolo com a calda assim que retirar e desenformar.


http://ananasehortela.blogspot.pt/search/label/Chocolate

FEIJOADA DE CHOCO


VAI PRECISAR DE (serve 6 a 8):
1.2 kg de choco limpo;
300 gr de camarões;
Sal;
Sumo de limão;
150 ml de azeite extra virgem;
1 e 1/2 cebola;
4 dentes de alho;
2 folhas de louro;
1 malagueta;
300 gr de tomate maduro, limpo de pele e sementes;
1 colher de sopa de polpa de tomate;
1 colher de chá de orégãos;
100 gr de nabo, finamente picado;
1 cenoura, fatiada;
100 gr de chouriço, cortado em rodelas;
2 copos de vinho branco;
Água fervente;
800 gr de feijão manteiga, cozido ou pré-demolhado;
1 mão cheia de coentros, picados;

MÉTODO:

Abra e limpe o choco. Lave, escorra e tempere com sal e sumo de limão. Reserve pelo menos durante uma hora;
Pré-cozinhe o choco num tacho com sal, 1 copo de água, 1 copo de vinho branco, 1/2 cebola e uma folha de louro. Tape e deixe ferver durante 20 a 30 minutos;
Escorra o choco cozido e corte em quadrados. Reserve parte da água da cozedura do choco para adicionar ao refogado;
Coza os camarões com um copo de água e sal. Dependendo do seu tamanho, deverão ferver de 3 a 5 minutos. Escorra e reserve;
Num tacho grande aqueça o azeite e adicione, por esta ordem, cebola, alho, 1 folha de louro, malagueta, tomate, polpa de tomate, orégãos, nabo, cenoura, chouriço e 1 copo de vinho branco. Deixe cozinhar em lume brando durante cerca de 15 minutos;
Adicione água fervente e parte da água da pré-cozedura do choco. Deixe voltar a ferver;
Adicione o choco cortado em quadrados, tape o tacho e deixe cozinhar cerca de 20 a 30 minutos, mexendo ocasionalmente;
Adicione o feijão e deixe ferver em lume brando mais 15 a 20 minutos, dependendo da textura do feijão escolhido;
Adicione os camarões, alguns com casca outros descascados. Reserve alguns para a decoração final;
Verifique os temperos;
Desligue o lume quando todos os ingredientes estiverem cozinhados;
Adicione coentros, grosseiramente picados;
Borrife com um pouco de sumo de limão e sirva decorando cada prato individual com um ou dois camarões.


http://sundayflavors.blogspot.pt/search/label/Português

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Sobremesa de Bolacha com Pudim e Natas




Ingredientes:
2 pacotes de bolachas (vai sobrar, mas mais vale sobrar que faltar)
1 pacote de natas
1 pacote de pudim de leite condensado (era para ser de caramelo mas não tinha)
4 colheres de sopa de açúcar
granulado de chocolate para enfeitar
uma tigela de café forte

Como fazer:
Fazer o pudim como indica na embalagem (eu untei mais duas colheres de sopa de amido de milho para ficar bem sólido). Deixar arrefecer.
Bater as natas até ficarem um pouco firmes e juntar o açúcar. Continuar a bater até ficarem consistentes.
Depois arranje um aro para montar o bolo num prato liso.
Molhe as bolachas no café e preencha o todo o fundo do prato. Por cima,coloque uma camada de pudim, faça outra camada de bolachas molhadas no café, e depois uma camada de natas. E assim sucessivamente até terminar com natas.
Levar ao frio para solidificar bem.


Fonte: http://desabafosemaluquices.blogspot.pt/2012/05/sobremesa-de-bolacha-com-pudim-e-natas.html

sábado, 9 de fevereiro de 2013

CARIL DE FRANGO "À INDIANA" - PASSO-A-PASSO

http://www.facebook.com/photo.php?fbid=462716890460375&set=a.462716873793710.105331.238579119540821&type=3&theater
"A minha cozinha" - Clara de Sousa
3 peitos de frango (cerca de 750g)
200g de pasta de caril (usei 3/4 do frasco da pasta Jalfrezi da Patak's)
2 colheres de sopa de azeite (usei óleo de palma)
1 cebola grande ralada
1 lata pequena de tomate pelado em pedaços (ou tomate fresco - 400g)
300 ml de leite de coco
50g de pasta/creme de coco

Preparação
1- Limpe os peitos de frango de gorduras e corte em pedaços.

2- Misture a pasta de caril, envolva bem.

3-Cubra com película aderente e leve a marinar, no frigorífico, durante algumas horas - de preferência deixe a temperar durante a noite para o almoço ou tempere de manhã se for para o jantar.

4- Numa panela aqueça o azeite (ou o óleo de palma) junte a cebola e deixe fritar até secar um pouco.

5- Junte a carne com o tempero e deixe fritar um pouco até selar (é quando a carne perde a cor de crua no exterior).

6- Adicione o tomate, envolva bem e deixe fervilhar um pouco.
7- Finalmente junte o leite de coco e a pasta de coco (a pasta que vem em saquetas precisa de ser mergulhada antes em água quente para ficar mais líquida).
Tape a panela e deixe cozinhar em lume brando durante 20 minutos.

8- Sirva com arroz de grão longo, como o basmati, jasmim, selvagem ou agulha.


NOTA 1: acompanhei com arroz de coco que se faz com 2 partes de água para uma parte de leite de coco. No total os líquidos são o dobro do volume do arroz. Frita-se ligeiramente cebola e arroz num pouco de azeite, junta-se os líquidos e tempera-se com sal. Consoante o arroz usado deve respeitar-se os tempos de cozedura. Por regra a dose por pessoa são 50g (em cru), mas a dose pode ser maior ou menor consoante os hábitos alimentares de cada um.


NOTA 2: Este prato, com este molho, pode ser feito com antecedência e aquecido até levantar fervura na hora de servir. Fica ainda mais saboroso. 
Se sobrar, também pode ser congelado.


NOTA 3: Se não apreciam leite de coco, a opção é substituírem os 300ml de leite de coco e a pasta de coco por 200ml de natas e um iogurte natural.






Como Derreter Chocolate


O chocolate derretido pode transformar uma sobremesa simples num doce inesquecível. De entre as várias utilizações, poderá usá-lo para confecionar bombons, fazer um founde delicioso ou simplesmente colocar como cobertura de um bolo, para lhe dar um toque especial.
Para derreter o chocolate, terá de o submeter a uma temperatura moderadamente quente para que fique semifluido. O processo é muito simples e pode ser feito em banho-maria ou no micro-ondas. No entanto, há alguns aspetos que se devem ter em conta para conseguir que o chocolate fique com a consistência desejada e não perca nenhuma das suas características.
O primeiro passo para derreter o chocolate é picar a quantidade desejada, que varia de acordo com a sua finalidade, em pedaços mais ou menos do mesmo tamanho. Use utensílios secos e uma faca longa para cortar o chocolate sem que as mãos o toquem.

Derreter Chocolate em Banho-maria

derreter chocolate em banho maria 300x155 Como Derreter Chocolate
Vantagens:
  1. A principal vantagem desta técnica é poder acompanhar de perto a transformação do chocolate, retirando-o do fogo antes que ele tenha derretido completamente.
  2. Com o banho-maria é, pois, difícil queimar o chocolate.
Cuidados a ter:
    • Manipule os recipientes com cuidado, evitando que o vapor da água entre em contacto com o chocolate, afetando a consistência e fazendo com que fique manchado.
    • refratário deve estar bem encaixado na panela, para evitar a passagem de vapor ou respingos de água para o chocolate.
    • Ponha água fria apenas em quantidade suficiente para banhar o fundo do refratário. Água em excesso faz com que o recipiente bóie, aumentando o risco de humidade no chocolate.
    • Nunca derreta o chocolate diretamente sobre a chama ou calor intenso.
    • Não deixe a água ferver (a temperatura deve rondar os 45º C). Se a quantidade de chocolate for pequena, poderá mesmo desligar o lume e mexer o chocolate até que esteja completamente derretido.
    • Mexa o chocolate com um batedor de ovos, uma colher de pau ou uma espátula de silicone.
Procedimento
  1. Pique o chocolate e coloque-o num refratário.
  2. Ponha uma panela com água a aquecer em lume brando.
  3. Insira o refratário sobre a panela, para que o chocolate receba o calor de forma gradual, tendo o cuidado de não deixar aquecer demasiado a água.
  4. Quando a água começar a levantar pequenas bolhas no fundo da panela, desligue o lume. Nesta altura, aproximadamente 1/3 do chocolate ainda estará em pedaços; mexa o chocolate, delicada e constantemente, até o chocolate estar homogeneamente derretido, com um aspeto liso e brilhante (o calor do próprio chocolate ajudá-lo-á a derreter).
    NB: Se, porventura, a água arrefecer e o chocolate ainda não estiver completamente derretido, repita o processo.

Derreter Chocolate no Micro-ondas

derreter chocolate no micro ondas 300x207 Como Derreter Chocolate
 Vantagens:
    • O chocolate derrete em poucos minutos;
    • Não há o risco de contacto com a água, como acontece com o banho-maria.
Cuidados a ter:
  • Como não consegue ter um contacto direto com o chocolate no micro-ondas, é relativamente fácil ele queimar, pelo que deverá ter especial cuidado com a definição do tempo e a potência do micro-ondas.
  • Preste atenção ao tempo marcado para que o chocolate não aqueça demasiado – se o chocolate sair totalmente derretido do microondas, já ultrapassou a temperatura suportável.Defina curtos períodos de tempo, atendendo à potência e modelo de forno – um  com uma maior potência cozinhará mais rapidamente do que um forno com potência mais baixa. Existem modelos simples que só dispõem da potência máxima (100%), enquanto outros apresentam até dez níveis diferentes.
    Use a seguinte tabela como referência em termos de pesagem e tempo:
Peso do chocolateTempo (potência média - 50%)
100 g1 minuto e 40 segundos
300 g2 minuto e 20 segundos
500 g2 minutos e 45 segundos
700 g3 minutos e 25 segundos
1 kg4 minutos e 35 segundos
Procedimento
  • Coloque o chocolate picado num recipiente refratário.
  • Programe o micro na potência média e defina o tempo de acordo com a quantidade de chocolate que precisar de derreter.
  • A meio do tempo definido, abra o forno e mexa o chocolate, para uniformizar o calor e evitar que se formem grumos.
  • Retire o chocolate do micro-ondas quando cerca de 90% já estiver derretido, o restante irá derreter com o seu próprio calor.
  • Misture o chocolate com uma espátula, mexendo bem até ficar com um aspeto homogéneo e liso.
    NB: Caso persistam alguns grumos por derreter, volte a colocar o chocolate no micro-ondas durante alguns segundos.
Independentemente da técnica usada, banho-maria ou micro-ondas, quando o chocolate estiver derretido, deixe-o arrefecer lentamente, mexendo com delicadeza até que atinja uma temperatura de aproximadamente 30º C (temperatura ideal para o usar em coberturas ou para moldagem).
Dica:
Verifique a temperatura, colocando uma pequena porção na linha abaixo dos lábios ou sobre o pulso – deverá ter a sensação de que o chocolate está frio e não morno.
http://www.docesregionais.com/como-derreter-chocolate/

Segredos das Claras em Castelo / Neve


As claras em neve (Brasil) ou claras em castelo (Portugal), podem ser usadas em receitas doces ou salgadas, tornando-as mais volumosas e leves. Com elas, os bolos ficam muito mais leves e fofos, os muffins e queques mais delicados, as mousses e coberturas de bolos mais cremosas. Elas são, sem dúvida, um excelente aliado para fazer receitas deliciosas.
Bater as claras em neve/castelo é, apesar de tudo, uma técnica frequentemente temida. Muita gente pensa, inadvertidamente, que não consegue dominá-la e chega mesmo a deixar de fazer uma receita por serem necessárias claras em neve… mas a técnica é muito simples, basta conhecer alguns segredos. Acompanhe as dicas que lhe deixamos para desvendar os mistérios da volumosa clara em neve, e prepare receitas deliciosas e especiais.
As claras em neve são branquinhas e chegam a atingir um volume três vezes maior ao das claras no seu estado natural. Isto é possível, porque as claras são capazes de absorver ar, ao serem batidas, devido às suas proteínas. Ao batê-las, surgem bolhas de ar, que vão diminuindo de tamanho e aumentando o volume, conforme continuamos a bater, até serem totalmente incorporadas.No entanto, este processo não ocorre se as claras tiverem gordura ou água. Por isso, é necessário ter muito cuidado ao separar as claras das gemas (que contêm gordura), além de ter de as bater em utensílios bem limpos, sem quaisquer resíduos de água ou gordura.
Há ainda que atender ao facto de que as claras não têm estabilidade para permanecer em neve/castelo e lentamente voltam a perder o volume.  Como tal, elas devem ser usadas imediatamente depois de serem batidas, a fim de não se desfazerem. Este princípio aplica-se em particular para as receitas salgadas, como sufflés.
Na confeção de doces há, por vezes, a indicação de reservar as claras batidas enquanto se prepara outra etapa da receita. Nestes casos, deverá adicionar um pouco de açúcar na fase final, quando as claras já estão armadas - acrescente 1/3 de colher (chá) de açúcar para cada clara e bata novamente. Como o açúcar é uma substância pesada, as claras não ficarão tão leves mas, em compensação, irão permanecer mais estáveis. Tenha, contudo em atenção que, mesmo estabilizadas pelo açúcar, depois de algum tempo as claras caem e o açúcar separa-se delas, ficando somente uma espuma frágil sobre um melado amarelado.
image23 300x179 Como Bater Claras em Neve / Castelo
Aspetos gerais que deve ter em conta para bater as claras em neve:
  • Antes de mais, os ovos devem estar à temperatura ambiente para assegurar uma boa consistência das claras (elas irão absorver melhor e mais rapidamente o ar, produzindo uma espuma mais volumosa e elástica).
  • Caso tenha os ovos guardados no frigorífico, retire-os do frio com um pouco de antecedência).
  • Todos os utensílios que usar devem estar perfeitamente limpos e secos.
  • As claras devem estar limpas e sem vestígios da gema; quanto mais limpas estiverem, mais rápido subirão.
  • Se cair um pouco de gema ao partir o ovo, não há qualquer problema, basta retirá-la cuidadosamente com uma colher.
  • Quebre as claras, começando por as bater lentamente e vá acelerando progressivamente.

Bater claras em neve na batedeira
Este é o método mais conhecido para bater as claras. Porém, e apesar de ser o processo mais fácil, nem sempre se consegue alcançar o ponto pretendido. Veja o que precisa de fazer para bater as claras corretamente:
  • Separe as claras das gemas;
  • Coloque-as no copo da batedeira;
  • Bata em velocidade mínima durante 7 minutos;
  • Caso seja necessário, bata mais 3 minutos até obter a consistência de neve;
  • Para verificar se as claras estão no ponto, vire o recipiente ao contrário e, se permanecerem no fundo, sem cair, estão perfeitas.
    NB: Caso aplique açúcar, depois de o incorporar, as claras já se descolarão do fundo do recipiente – esse deverá ser o ponto antes de juntar o açúcar.
Bater claras em neve à mão
Esta técnica é mais difícil, porque exige um ritmo regular, consistente e sempre para o mesmo lado. Deverá usar um batedor de claras em vez do garfo.
  • Separe as gemas das claras;
  • Coloque as claras em um recipiente;
  • Comece por bater as claras devagar e aumente a velocidade aos poucos;
  • As claras estarão prontas quando começarem a soltar-se do recipiente e do batedor de arames.

Dicas e sugestões
  • Ao incorporar as claras em neve, junte-as sempre aos restantes ingredientes da receita e nunca o contrário. Faça movimentos suaves, de baixo para cima, para não desfazer as bolhas de ar que dão consistência às claras.
  • Não bata as claras num recipiente de alumínio, porque ficam escuras; o ideal será um recipiente de cobre.
  • Para que as claras ganhem mais volume, estabilidade e firmeza, acrescente-lhes algumas gotas de limão ou uma pitada de sal.
Depois de saber o que permite montar as claras em neve e seguindo estas dicas, simples e práticas, poderá fazer receitas deliciosas, mais leves, cremosas e delicadas.

http://www.docesregionais.com/segredos-claras-em-castelo/