segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Licor de Tim- tam- tum



Licor de Tim- tam- tum
Ingredientes:
1 vagem de baunilha
1/2 kg de açúcar
1 l de álcool
1,5 l de água
200 gr de passas
30 gr de canela em pau
30 gr de chá preto
1 l de Vinho Madeira
Preparação:
Põe-se tudo a ferver, excepto o vinho e o álcool, durante 20 minutos.
Depois de frio, junta-se o vinho e o álcool e deixa-se em infusão, num garrafão, durante 10 dias, agitando diariamente. Passado este tempo deve-se coar, filtrar e engarrafar. 
           Nota: Há quem o conheça por licor de passas.
           Se o fizer com aguardente de cana, em vez de álcool, deite apenas 1litro de água, ou até um pouco menos, conforme gostar de mais forte ou mais fraco. Também pode juntar 3 ameixas pretas.
            Claro que a garrafa ilustrativa é comercial e não licor caseiro.

domingo, 25 de setembro de 2011

Filetes de espada em cebolada


Filetes de espada em cebolada


Ingredientes:
600 g de filetes de espada preto
sal
pimenta acabada de moer
sumo de 1 limão
alho em pó
óleo
farinha de milho
1 ovo
3 cebolas
Azeite q.b.
1 folha de louro
½ pimento vermelho
vinagre
azeitonas pretas descaroçadas

Confeção:
Tempere os filetes de peixe espada preto com sal, pimenta acabada de moer, sumo de limão e alho em pó. Deixe marinar 4h.
Ponha uma frigideira larga ao lume com óleo a cobrir o fundo.
Enxugue os filetes, passe-os pela farinha e depois pelo ovo batido. Frite os filetes no óleo quente até estarem dourados de ambos os lados.
Entretanto, descasque e corte as cebolas em rodelas e o pimento em tiras e leve ao lume noutra frigideira com o azeite e a folha de louro. Deixe cozinhar sobre lume brando até a cebola começar a alourar.
Borrife a cebolada com um pouco de vinagre e deite sobre os filetes. Enfeite com as azeitonas e acompanhe com um arroz de ervilhas ou de tomate.

Novilho estufado à moda da Madeira

Novilho estufado à moda da Madeira
 
Ingredientes:
1 Kg de carne de novilho para assar
1 Kg de batatinhas novas
1 tomate grande
6 cebolinhas
3 cenouras
1,5 dl de azeite
1 colher de sopa de banha de porco
1 dl de vinagre
1,5 dl de vinho da Madeira
1 dl de caldo de carne
2 folhas de louro
3 cravinhos da Índia
Azeitonas pretas q.b.
Sal e pimenta q.b.

Confeção:
Regue a carne com o vinagre e esfregue-a com sal e pimenta. Espete os cravinhos e tempere com o louro. Deixe a carne mergulhada em metade do vinho Madeira, durante 2 horas.
Leve a banha a derreter com o azeite; introduza a carne e deixe alourar.
Junte, a pouco e pouco, o caldo de carne.
Quando a carne estiver quase cozida, junte as batatinhas descascadas ou só raspadas, se forem novas, as cenouras em rodelas grossas, as cebolinhas e o tomate inteiro, para depois poder retirá-lo.
Logo que as batatinhas estiverem cozidas, retire o tomate e junte as azeitonas e o restante vinho Madeira. Retifique os temperos.
Deixe estufar destapado para apurar o molho. Antes de desligar pode borrifar com mais umas gotas de vinho Madeira. Tape e deixe repousar, mantendo quente.
Sirva a carne cortada em fatias com as batatinhas, cebolas e azeitonas à volta.
Pode ainda acompanhar com milho frito mas será mais saudável se optar por verdura ou uma salada de alface e tomate.

Atum de escabeche

Atum de escabeche
É hábito, na Madeira comer este atum pelo S. João, com batata, batata-doce, pimpinela, maçaroca e feijão fresco em vagem.

Ingredientes: 
1 kg de atum posta
6 dentes de alho
2 ramo de salsa 
1 cebola grande
azeite q.b.
vinagre de vinho q.b.
sal e pimenta q.b. 

Confeção:
Deixe o atum sangrar em água ou leite frio durante pelo menos duas horas. Depois de passado por água duas ou 3 vezes, colocá-lo em sal e deixar no frigorífico a salprezar, de um dia para outro.  Decorrido esse tempo, leve o peixe a cozer em água fervente, com três dentes de alho e um ramo de salsa. Depois de cozido escorra o atum, parta em pedaços (não muito pequenos) e coloque-o num recipiente de loiça. Então, picar a cebola, o alho, a salsa e deitar-lhes bastante azeite e vinagre; temperar de sal e pimenta. 

Bife à café

Bife à café

Ingredientes:

4 bifes do lombo
4 dentes de alho
2 dl de natas
2 folhas de louro
3 colheres de sopa de café forte
sal q.b.
pimenta q.b.
margarina
1 colher de café rasa de açúcar


Confeção:

Temperam-se os bifes com os alhos laminados e a folha de louro cortada ao meio.
Leva-se uma frigideira ao lume com a margarina para aquecer.
Fritam-se os bifes rapidamente na margarina já quente e em lume forte.
Retiram-se os bifes ainda mal passados (caso goste deles mal passados) e temperam-se com sal e pimenta moída na altura.
juntam-se as natas à margarina mexendo até começar a borbulhar.
Mistura-se o café, vai-se mexendo até apurar e juntam-se novamente os bifes e o suco que largaram para aquecer.
Retire do lume e sirva acompanhados de puré de batata ou uma salada e batatas fritas.


sábado, 24 de setembro de 2011

Esparguete com Almôndegas

Esparguete com Almôndegas

Ingredientes:
Para 4 pessoas
Para as almôndegas
1 cebola picada
1 dente de alho picado
350 g de carne picada (vaca ou carneiro)
1 ovo
100 g de miolo de pão
1 colher de sopa de mistura de ervas aromáticas secas
1 colher de sopa de azeite
sal
pimenta preta de moinho
Para o molho
3 dl de polpa de tomate
2 colheres e sopa de manjericão picado
1 dente de alho picado
sal
pimenta preta de moinho
350 g de esparguete
1 haste de alecrim para enfeitar
parmesão ralado para acompanhar

Confeção:
Para fazer as almôndegas, tempere a carne com sal e pimenta e misture bem a cebola, o alho, o ovo, o miolo de pão esfarelado e as ervas.
 Divida a mistura em 20 bocados, molde-os em bolas pequenas.
Coloque-as num tabuleiro, tape com película aderente
 e leve ao frigorífico 30 minutos.
Deite o azeite numa frigideira, introduza as almôndegas e frite-as durante cerca de 10 minutos, virando-as.
Regue com a polpa de tomate, junte o manjericão, o alho, tempere e deixe ferver, tapado, cerca de 20 minutos ou até as almôndegas estarem macias.
Entretanto, coza a massa em água abundante temperada com sal.
Escorra e disponha por cima as almôndegas com o molho.
À parte, sirva parmesão ralado.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Caldeirada de Peixe

Receita a pedido da minha irmã.
Não te esqueças de, quando fizeres, me convidar para almoçar.

 Caldeirada de Peixe

Ingredientes:
250 g de amêijoas
1/2 Kg de miolo de camarão
Sal q.b.
1,5 kg de peixes variados
Pimenta
1 dl de azeite
2 cebolas grandes
1 kg de batatas
2 tomates maduros
1 ramo de salsa
1 folha de louro
4 dentes de alho
1 dl de vinho branco
Uma colher de sopa de polpa de tomate (para dar cor)
Metade de um pimento verde
Metade de um pimento vermelho
Caril q.b.
Colorau q.b.

Confeção:
Coloque as amêijoas de molho em água temperada com sal, durante cerca de uma hora. Corte os peixes aos pedaços, tempere com sal e pimenta e reserve. Verta o azeite para um tacho de barro e por cima deite as amêijoas. Faça camadas alternadas de batatas, peixe, cebolas e tomates às rodelas e a polpa de tomate. Salpique com uma pitada de caril e de colorau. Tempere com a salsa, louro e os alhos picados e por cima disponha os pimentos cortados às rodelas. Regue a caldeirada com o vinho branco e acrescente mais um pouco de azeite. Tape o tacho e leve ao lume. Quando levantar fervura, deixe cozinhar em lume brando durante 15 minutos. Disponha o miolo de camarão e cozinhe por mais 5 minutos. Sirva de imediato.
Nota: Poderá enfeitar com camarões com casca.
         Eu, como sou apreciadora de coentros, por vezes substituo a salsa pelos mesmos. Tanto o sabor como o aroma são divinais!


Gaiado seco de escabeche

A tia Maria, que já partiu para a Eternidade, fazia do gaiado seco, um verdadeiro pitéu!
Hoje em dia, os barzinhos do Caniçal ainda servem um gaiado de escabeche muito bom. Vamos lá ver se eu acerto com a receita…
Gaiado seco de escabeche
 Ingredientes:
1 Kg de gaiado 
Sal  q.b.
Alho q.b.
Louro q.b.
Cebola q.b.
Salsa q.b.
Azeite e Vinagre q.b.
1 malagueta
Preparação:
Prepare o gaiado, cortando aos lanhos ou em lascas grossas e desalgue-o em água fria. Coza-o numa panela com um pouco de água, alho, salsa e louro durante aproximadamente 15 minutos. Depois de cozido, escorra o peixe. Entretanto, faça um molho com cebola às rodelas, alho, salsa picada, malagueta, azeite e vinagre, temperando a gosto. Junte o gaiado. Pode acompanhar com batata cozida com orégãos ou preparar uma sandes com este petisco.

domingo, 18 de setembro de 2011

Queijadas da Madeira

Queijadas da Madeira 

Ingredientes:
170 g de farinha
1 c. (sopa) de açúcar
1 c. (sopa) de manteiga
0,5 dl de água

Para o recheio:
125 g de requeijão
75 g de açúcar
2 gemas
1 c (sopa) de farinha
manteiga q.b.

 Preparação:
Começe por juntar o açúcar com a manteiga, envolvendo muito bem com a água deitada aos poucos. Amasse até ficar com a consistência desejada, de forma a poder estendê-la. À parte, prepare o recheio, juntando o requeijão (depois de passado por um passador), com açúcar, as gemas e a farinha. Bata tudo bem e leve a engrossar em banho-maria. Fora do lume, bata mais um pouco com as varas e deixe arrefecer. Em seguida, estique a massa. Corte pequenas quantidades, coloque em formas previamente untadas com manteiga e farinha. No interior, coloque um pouco do recheio. Tape com um disco ou tampa da mesma massa, puxe as pontas e sobre estas pincele com um pouco de manteiga. Coza em forno bem quente (180 ºC), cerca de 15 a 20 minutos.

Sugestão: Quem quiser atenuar o sabor do requeijão, adicione ao recheio, na altura de o preparar, raspa de 1/2 limão e 1 c. (café) de canela em pó. 

http://gastronomiamadeira.blogspot.pt/2009/07/queijadas-da-madeira.html

sábado, 17 de setembro de 2011

Carne da Noite

Carne da Noite

Ingredientes:
1 kg de carne de porco
2 dl vinho da terra (seco)
1 ramos de segurelha
1 folha de louro
2 pimentas da terra
1 abóbora verde
2 colheres de sopa de banha
sal q.b.

Preparação:
Corte a carne em pedaços e tempere com vinho, segurelha, alho, pimenta, louro e sal. Deixe tomar o sabor dos temperos por 30 minutos. Passado este tempo leve um tacho ao lume, com a banha e quando estiver bem quente, junte os pedaços de carne com os temperos, excepto o vinho. Depois de bem corada, refresque com o vinho e baixe o lume. Tape e deixe cozinhar em lume brando, por uma hora. Passado esse tempo, sirva a carne guarnecida com a abóbora cozida em água temperada de sal.

Arroz de lapas

Ingredientes:
400 gr de arroz
1,5 kg de lapas
2 cebolas
2 dentes de alho
1,5 dl de azeite
1 cálice de vinho Madeira
2 tomates
1 folha de louro
2 cravinhos
1 ramo de salsa
Pimenta da terra

Preparação:
Coza as lapas e reserve a água. Refogue no azeite a cebola e o tomate bem picado, limpo de sementes e pele, o alho, o louro, os cravinhos e a pimenta da terra. Quando bem alourado, junte o vinho Madeira e a água da cozedura das lapas (coada), na quantidade necessária para cozer o arroz. Quando levantar fervura, introduza o arroz, a salsa picada e tempere com sal. Antes de o arroz estar cozido acrescente as lapas, mexa e sirva de imediato.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Bolo de Caramelo


Bolo de Caramelo da minha mãe

Para o caramelo:
200 gr de açúcar
1 chávena de leite
Para a massa:
4 ovos
150 gr açúcar
250 gr de farinha
4 colheres de chá de fermento royal
Para o recheio:
½ chávena de leite
200 gr de nozes
300 gr de açúcar
3 colheres de sopa de manteiga

Modo de fazer:
Para o caramelo, coloque o açúcar numa frigideira anti-aderente e deixe derreter. Quando estiver dourado, junte o leite, lentamente, mexendo sempre para que fique homogéneo. Reserve.
Para a massa, bata a manteiga com o açúcar. Junte as gemas batendo bem. Junte lentamente o caramelo, envolvendo muito bem. Adicione a farinha e o fermento e continue a bater. Bata as claras em castelo firme e incorpore-as suavemente com uma vara de arames. Unte uma forma com manteiga e polvilhe-a com farinha. Verta o preparado no seu interior e leve a cozer a 180ºC durante 60 minutos. Retire depois de cozido, deixe arrefecer e desenforme.
Para o recheio e cobertura, repita os passos do caramelo e, quando estiver homogéneo, adicione a manteiga e as nozes trituradas e deixe ferver cerca de 1 minuto.
Deixe arrefecer o creme e o bolo antes de enfeitar. Recheie com uma parte do creme e decore com o restante de modo a que escorra para os lados.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Espetada

Espetada Madeirense



Ingredientes:


•              1kg de lombo de vaca
•              2 Cabeças de alho
•              1 Ramo de louro verde
•              Sal grosso q.b.


Confeção:

Corte a carne aos cubos. Esmague no almofariz os alhos com casca e o louro e esfregue na carne. Espete a carne nos espetos de pau de loureiro, colocando a flor (gordura) toda virada para o mesmo lado. Depois, tempere com o sal grosso na mão e asse os dois lados e quando retirar do braseiro sacuda o excesso de sal, batendo as espetadas umas nas outras.

Filetes de espada com banana

 Filetes de espada com banana

 Ingredientes:
Alho q.b.
1 Banana
Sumo de limão q.b.
Óleo
2 Ovos
6 Filetes de peixe espada-preto
Pimenta q.b.
Sal q.b.
Farinha q.b.

Preparação:
Tempere os filetes com sal, pimenta, alho picado e sumo de limão e reserve por 15 minutos.
     Entretanto, separe as claras das gemas, bata as claras em castelo com um pouco de sal e misture depois as gemas. Ponha o óleo na frigideira e deixe-o aquecer.
    Passe os filetes pela farinha, depois pelo polme de claras e gemas e frite os filetes em lume brando dos dois lados.
     No mesmo óleo, frite ligeiramente a banana. Os filetes de espada com banana podem ser servidos com batata salteada ou cozida, verdura ou salada de alface.

Caldo de Romaria

Caldo de Romaria (conhecido em casa por Caldo da Camacha)

Ingredientes:

•           800 g de carne de vaca das costelas (mendinha, retirando as gorduras maiores)
•           2 cebolas grandes
•           200 g de cenouras aos cubos
•           2 pimentas da terra
•           250 g de semilhas
•           300 g de tomate maduro
•           150 g de ervilhas
•           100g de esparguete partido em três
•           1 colher (de sopa) de banha
•           Água q.b.
•           sal q.b.

Confeção:

      Comece por colocar a banha numa panela e quando estiver bem quente junte a cebola, o tomate, a cenoura, as ervilhas, a pimenta e a carne.
Deixe refogar um pouco.
Adicione então a água fervente suficiente para a sopa e tempere com sal.
Deixe cozer por 30 minutos.
Passado este tempo adicione as semilhas e deixe cozinhar por mais 20 minutos. Verifique se a carne está cozida. Finalmente o esparguete partido e deixe cozer.
Antes de servir rectifique os temperos.

Pudim de Veludo

O Meu Pudim de Veludo

Pudim
6 ovos grandes
6 dl de leite
1 chávena mal cheia de açúcar
1 colher de sobremesa rasa de farinha maizena
raspa da casca de 1 limão
Caramelo:
1 chávena chá de açúcar
1/2 chávena de água
Preparação:
Para fazer o caramelo, leva-se ao lume o açúcar, quando estiver dourado, junta-se a água quente e mexe-se, deixando ferver um pouco e barra-se a forma. Eu faço sempre o caramelo directamente na forma. Deito o açúcar com a água na forma, levo ao lume mas nunca mexo com uma colher, ando só com a forma às voltas e assim que atinge a cor que eu quero, desligo o lume e vou dando as voltas necessárias para que toda a forma fique barrada com o caramelo. Deixa-se arrefecer, enquanto se prepara o pudim.
Bate-se os ovos com o açúcar até ficar um creme homogéneo. Separa-se um pouco de leite frio para desfazer a maizena e o restante vai a ferver com a raspa do limão. Junta-se o leite fervido morno com a maizena desfeita e a mistura dos ovos e torna-se a mexer até ficar ligado.
Por fim deita-se o pudim na forma caramelizada que vai ao forno a cozer em banho Maria, levando cerca de 1h a 160 graus, ou em forma bem vedada, em banho Maria, na panela de pressão, cozendo à volta de 30 minutos, após entrar em pressão. Deixa-se arrefecer e desenforma-se para um prato de serviço.

Nota: Querendo, podemos acrescentar 1 cálice de vinho do Porto à mistura.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Bifes de Atum de Cebolada

Bifes de Atum de Cebolada

Ingredientes para 2 pessoas:
• 2 bifes de atum fresco com cerca de 200g cada
• 3 dentes grandes de alho picados
• Vinagre q.b.
• Sal q.b.
• Pimenta q.b.
• Louro q.b.
• Manjerona 
• 2 cebolas cortadas em rodelas meia-lua
• 2 tomates maduros cortados em rodelas
• 100 ml de azeite
• 100 ml de vinho branco
• Azeitonas q.b.
• Salsa picada q.b.

Preparação:
Tempere os bifes de ambos os lados, com o alho esmagado, sal, pimenta, louro, manjerona e o vinagre. Deixe marinar durante algumas horas.
Numa frigideira leve ao lume o azeite e as cebolas.
Deixe refogar até a cebola ficar macia.
Junte as rodelas de tomate e deixe fritar mexendo de vez em quando.
Junte os bifes de atum e deixe fritar 3 minutos de cada lado.
Junte a marinada e deixe cozinhar mais 2 minutos.
Passado os 2 minutos apague o lume.
Polvilhe com salsa e decore com as azeitonas.
Acompanhe com milho cozido ou frito.

Milho Cozido


Milho Cozido
Ingredientes:


1/2 kg de farinha milho branco ou amarelo (eu prefiro este último)
água q.b.
1/2 dúzia de folhas de couve portuguesa/galega 
3 dentes de alho grandes
1 raminho de segurelha
2 colheres (sopa) de azeite
1 colher (sobremesa) rasa de manteiga (ou margarina Becel ou banha de porco)
1 colher (sobremesa) de sal

Preparação:


Leva-se ao lume cerca de 2 litros de água e o azeite numa panela grande.
Entretanto, picar a couve em caldo-verde e picar o alho grosseiramente.

Antes de água ferver, enquanto ainda não está demasiado quente, junta-se a couve, o alho e as folhinhas de segurelha (sem a haste), e ir adicionando a farinha de milho aos poucos enquanto se mexe continuamente com uma colher de pau grande.
O milho que não se deitar nos pratos, é deitado de imediato (para que não endureça na panela) em travessas e colocado no frigorífico depois de frio, sendo posteriormente cortado em cubos para fritar.

Ir adicionando mais água quente conforme necessário até obter a consistência certa, mexendo sempre bem de modo a desfazer todos os grumos.

Adicionar o sal e a manteiga, deixar levantar fervura, baixar o lume e deixar cozer durante cerca de 1 hora, mexendo bem de vez em quando. Quando o milho estiver cozido, volta-se a mexer muito bem uma última vez. Deita-se em pratos rasos e serve-se a acompanhar cavalas com molho vilão ou bifes de atum com cebolada (como eu prefiro). 

Poncha - Bebida típica da Madeira

Poncha regional

Ingredientes:


1/4L de aguardente de cana-de-açúcar


3 a 5 colheres de sopa de mel de abelha


sumo de 2 limões



Modo de Preparação:

Esprema os limões e deite o sumo do limão num jarro juntamente com o mel.


Com o mexelhote mexa tudo muito bem.


Adicione um pouco de aguardente de cana e volte a mexer.


Volte a adicionar o resto da aguardente de cana.


Mexa tudo muito bem novamente.


Adicione mais mel ou aguardente, consoante o seu gosto.


Sirva em copos pequenos.
    
                                                                                                                                                                                                                                       Existe outra versão desta bebida com laranja, para adocicar mais a poncha. Basta para isso,

 adicionar sumo de 1 laranja nesta receita apresentada, como ilustra a foto.

Origem da poncha

Origem da poncha

Segundo alguns estudos, a poncha é originária da Índia onde é conhecida por pãnch o que quer dizer, traduzindo à letra, cinco ingredientes: o arrack – aguardente de arroz ou noz de coco -, sumo de limão, açúcar, especiaria –chá – e água. Julga-se, actualmente, que a poncha tenha sido experimentada pela primeira vez fora da Índia, na Ilha da Madeira em meados do século XVIII pela mão dos ingleses que, nessa altura, eram dados a viagens frequentes entre estas paragens.

Durante todo o século XIX a poncha foi uma bebida muito consumida no seio das famílias madeirenses um pouco por todo o lado da ilha, fossem elas mais ou menos abastadas.

Actualmente, a tradição da poncha continua bem viva entre nós, madeirenses, e os instrumentos utilizados como auxiliar de preparação destas bebidas, na sua essência não tem alterado muito.

Rum de Amoras

Acabei de pôr as amoras na aguardente... Agora é aguardar e agitar de vez em quando. Mas, se estiverem com aquela vontadinha de degustar um bom licorzinho, têm sempre a opção do RUM DE AMORAS. Uma verdadeira delícia!


Rum de Amoras

Ingredientes

2Kg de amoras
1kg de açúcar
1L de água
1L de aguardente
0,25 de whisky ou brandy

Preparação

Bate-se com a varinha mágica a amora, o açúcar e a água e vai a ferver durante 1h em lume brando.
No dia seguinte ou depois de frio, junta-se os restantes ingredientes.
Guarda-se num garrafão… côa-se, engarrafa-se...e vamos brindando com os amigos!

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Licor de Amora

Já vai sendo tempo de pensarmos nos licores que vamos fazer para saborear pelo Natal.
Por isso, aqui vai:

Licor de Amora 

Ingredientes

½ L de álcool
½ L de aguardente
1L de vinho Madeira
1Kg de amoras silvestres
1kg de açúcar

Preparação

Põe-se as amoras de infusão no álcool e na aguardente durante aproximadamente 90 dias, num frasco de vidro num local escuro.
Passado esse tempo, ferve-se o vinho Madeira com o açúcar durante 10 minutos e deixa-se arrefecer. Côa-se as amoras, mistura-se com o preparado anterior e engarrafa-se.

Esta receita foi-me fornecida pela minha amiga São Gonçalves. É de facto uma delícia! Vale a pena experimentar.

Licor de amoras silvestres 1

Licor de amoras silvestres 1


Ingredientes: 

1 litro de aguardente de cana de açúcar

1 quilo de amoras silvestres

1 quilo de açúcar

Preparação:
Juntar todos os ingredientes num frasco de vidro de boca larga e reservar por 90 dias em local escuro. Agitar diariamente este preparado. Após este processo engarrafar filtrando o liquido e armazenar.

Bolo de Mel da Madeira I


Bolo de Mel da Madeira I

Bolo de Mel da Madeira I

Ingredientes:
- 250 gr de pão em massa;
- 1,250 kg de farinha;
- 500 gr de açúcar;
- 9 dl de mel de cana;
- 250 gr de manteiga;
- 350 gr de banha;
- 1 kg de nozes;
- 125 gr de amêndoas;
- 50 gr de cidrão;
- 1 cálice de vinho Madeira;
- 3 colheres de sopa (rasas) de bicarbonato de sódio;
- 2 laranjas;
- 12 gr de erva-doce;
- 25 gr de canela;
- 6 gr de cravinho;
- 6 gr de pimenta da Jamaica;
- 1 colher de chá de sal;
- meias nozes, amêndoas e cidrão para enfeitar.

 Preparação:
De véspera, compra-se o pão em massa, polvilha-se com um pouco de farinha, embrulha-se num pano e coloca-se num sítio morno. No dia seguinte, peneira-se para um alguidar a farinha com o açúcar, faz-se uma cova no meio e deita-se aí o pão em massa. Amassa-se tudo de modo a obter uma massa homogénea. Amassando sempre, adiciona-se o mel previamente amornado com as gorduras, depois as frutas grosseiramente picadas, o vinho onde se dissolveu o bicarbonato, o sumo e a raspa da casca das laranjas e, finalmente, as especiarias. Quando, bem amassada, a massa se separar do alguidar, abafa-se com um cobertor e deixa-se levedar em local temperado durante 3 a 4 dias. Divide-se então a massa em bocados segundo o tamanho pretendido, que se colocam em formas redondas e baixas muito bem untadas com manteiga. Enfeita-se a superfície com meias nozes, amêndoas peladas e bocados de cidrão e levam-se os bolos a cozer em forno bem quente. Depois de frios embrulham-se os bolos em papel vegetal e guardam-se em caixas de folha.

Nota: Amassam-se os bolos no dia se Nossa Senhora da Conceição e comem-se na quadra natalícia.